70 anos de Arquivos Brasileiros de Psicologia

Em 2019, o periódico Arquivos Brasileiros de Psicologia (ABP) comemorou seus 70 anos de criação. Considerada a primeira revista acadêmica totalmente voltada a temas de Psicologia no Brasil, a ABP tem como compromisso difundir as produções científicas da Psicologia, sejam elas teóricas, metodológicas ou empíricas. Devido a sua importância na história da psicologia brasileira como veículo na publicação de pesquisas psicológicas, cabe uma breve apresentação da sua trajetória.

Criado em 1949 pelo Instituto de Seleção e Orientação Profissional (ISOP), da Fundação Getulio Vargas, sob a direção de Emilio Mira y López e João Carlos Vital, o periódico recebeu inicialmente o título de Arquivos Brasileiros de Psicotécnica, e tinha como propósito a publicação de conhecimentos, técnicas, testes e textos que surgiam a partir da prática desenvolvida no ISOP.

Material de divulgação do primeiro número de Arquivos Brasileiros de Psicotécnica.
Passados alguns anos, na década de 1960, ocorre a institucionalização da Psicologia no Brasil, a partir da regulamentação da profissão de psicólogo e da consolidação dos cursos de Psicologia. Com isso, o periódico sofreu a primeira mudança em seu nome, ampliando sua designação sem que isso alterasse a forma do programa, passando ao título de Arquivos Brasileiros de Psicologia Aplicada. Posteriormente, com a ampliação dos cursos de pós-graduação, o periódico torna-se veículo para publicação de diferentes pesquisas em Psicologia, desta forma, em 1979, a revista passa a se chamar Arquivos Brasileiros de Psicologia. Com o fechamento do ISOP em 1990, o periódico é transferido para o Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde permanece até os dias de hoje. Atualmente, a ABP tem uma publicação quadrimestral pelo Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, cuja edição é de responsabilidade do Programa de Pós-graduação em Psicologia. Tornou-se eletrônica e de acesso livre a partir de 2005 e recebe a classificação A2 no Qualis Periódicos de 2019. Suas publicações procuram difundir a diversidade das produções científicas e profissionais da Psicologia e áreas afins, sejam elas da Psicologia brasileira ou de contribuições internacionais.
Fachada do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Nas edições nº 1, 2 e 3 do volume 71 da ABP, encontram-se textos editoriais sobre os 70 anos do periódico. Coube à última edição, nº 3, a publicação de um dossiê, no qual é apresentado um relato de experiência da participação de alunos na equipe da ABP, seguido da publicação de cinco artigos que apresentam análises dos percursos da psicologia no país, sendo quatro de análises das publicações dos Arquivos Brasileiros de Psicotécnica e uma análise das publicações dos Arquivos Brasileiros de Psicologia Aplicada. Os artigos versam sobre diferentes temáticas desde: a formação e a regulamentação da psicologia no Brasil; o exercício de práticas de governamentalidade liberal por meio de práticas psicológicas no país; a presença de debates sobre a questão indígena no âmbito da psicologia; a noção de “problemas de ajustamento” e os modelos de saúde mental e doença mental ;a crise da psicologia social brasileira.

 

A trajetória histórica do periódico Arquivos Brasileiros de Psicologia demonstra, por meio de sua longevidade, a importância e compromisso com a produção de conhecimento científico no Brasil. Ao longo de sete décadas acompanhadas de mudanças tanto internas quanto externas, a ABP resiste até os dias de hoje, reforçando seu papel de comunidade responsável pela contribuição e formação da Psicologia no Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s