Casa Oswaldo Cruz promove o debate “Locura en el archivo: fuentes y metodologías para el estudio de las disicplinas psi”

Na edição do Encontro às Quintas do dia 09 de setembro, a Casa Oswaldo Cruz discutiu as fontes e metodologias da história no estudo das disciplinas psi. A ação integrou o calendário de atividades do Programa de Pós-graduação em História das Ciências e da Saúde – PPGHCS da Casa Oswaldo Cruz, que é a unidade técnico-científica da Fundação Oswaldo Cruz dedicada à preservação da memória da Fiocruz e às atividades de pesquisa, ensino, documentação e divulgação da história da saúde pública e das ciências biomédicas no Brasil.

O encontro foi dedicado ao lançamento do livro “Locura en el archivo: fuentes y metodologías para el estudio de las disicplinas psi” e contou com a participação de Teresa Ordorika (Universidade Nacional Autônoma do México), Alejandra Golcman (Universidade Nacional de Tucumán, Argentina) e Cristina Sacristán (Instituto Mora, México), apresentando a obra que conta, ainda, com a colaboração de autores argentinos, brasileiros e mexicanos.

Em sua apresentação, Teresa Ordorika e Alejandra Golcman explicam como usaram registros médicos para traçar a marca da intersecção das ordens de gênero e sexualidade na prática psiquiátrica no México do século XX. Com o título de Diagnóstico: histeria. Analisando os registros médicos do Hospital Geral La Castañeda, o trabalho se baseou na análise de 104 histórias clínicas, que reconstroem a influência dessas ordens sociais na construção da categoria diagnóstica “histeria” e sua aplicação a pessoas específicas no Asilo Geral La Castañeda ao longo de seus 58 anos de atuação (1910-1968).
Intitulada O julgamento da interdição como fonte para a história: pistas e rotas para análise, a apresentação de Cristina Sacristán debate como os documentos de processos de interdição, do ponto de vista da História, são fontes ideais para abordar o processo que levou à construção de perícias psiquiátricas na área forense quando ainda não havia uma especialidade chamada psiquiatria. Em diálogo com a historiografia latino-americana, o trabalho explora as relações entre a história da psiquiatria, a história da família e história da subjetividade por meio de um estudo de caso de relevância pública.

A transmissão pode ser conferida diretamente no Facebook da Casa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s